Mãe heroína morre após salvar sua bebê de incêndio

Quando a mulher percebeu que o local estava em chamas, ligou para o Corpo de Bombeiros, amarrou a bebê na cadeirinha de carro e a atirou da janela do segundo andar. A mãe morreu no local.

Em um ato heroico, a jovem Shelby Carter, de 21 anos, salvou a vida da filha, Keana Raiyne, de apenas 12 dias, de um incêndio em sua casa em Wyoming, Illinois (EUA). Quando a mulher percebeu que o local estava em chamas, ligou para o Corpo de Bombeiros, amarrou a bebê na cadeirinha de carro e a atirou da janela do segundo andar. A mãe morreu no local.

A menina foi encontrada sobre uma pilha de escombros com uma pequena queimadura e passa bem. Os socorristas encontraram o corpo de Shelby no quarto. De acordo com a autópsia, ela morreu devido à intoxicação por monóxido de carbono. Shelby morava com a mãe, Kathy Hardy, e com o noivo. Eles não estavam no local no momento do incêndio.

“É simplesmente incrível que ela conseguiu reunir seus pensamentos para salvar seu bebê”, disse o chefe do Corpo de Bombeiros, Ed Foglesonger. “É muito ruim que ela não pôde salvar a si mesma, mas eu diria que é nada menos que um milagre da maneira como tudo acabou”, afirmou em entrevista ao jornal The Washington Post.

Shelby era conhecida pelos amigos como uma pessoa protetora e que amava crianças. “Ela amava cada criança com quem entrava em contato e eles a amavam. Seu maior momento foi se tornar mãe”, disse a amiga da jovem, Anna Steelman.
De acordo com o xerife Steve Sloan, foi o primeiro incêndio fatal na cidade, nos últimos 30 anos. E a tragédia não passou despercebida pelos moradores de Wyoming. Em solidariedade à família, eles criaram uma página no GoFundMe para arrecadar dinheiro para a filha e para a mãe de Shelby. Em apenas dois dias, já havia mais de US$ 5.500 em doações.

O motivo do incêndio ainda é investigado, mas não há evidências de que tenha sido criminoso.

Font: The Washington Post

 

 

ver mais notícias