Mãe denuncia escola após filho de 4 anos perder dois dentes

Mãe da criança diz que, quando chegou à escola para buscar a criança, encontrou o menino ensanguentado. Segundo dentista, extração foi intencional

O caso aconteceu no do Distrito Federal, a polícia investiga a denúncia de uma mãe contra uma escola do Riacho Fundo. Segundo a ocorrência registrada pela dona de casa Cinthia Souza Santos de Almeida, 44 anos, seu filho de 4 anos sofreu uma agressão no Centro de Educação Infantil nº 1, na sexta-feira (24).

Ela afirma que, ao chegar ao colégio por volta das 17h30 para pegar o menino, encontrou o filho com a blusa e a boca ensanguentada. Perplexa, a mãe constatou que a criança estava sem os dois dentinhos da frente.

A mãe gravou um vídeo no qual pergunta à criança sobre o que aconteceu na escola. Ele responde que um ‘tio’ puxou os dentes dele com as mãos.

Trancado no banheiro

De acordo com o relato feito à polícia, Cinthia teria ouvido de uma funcionária que o menino estava trancado dentro do banheiro do colégio. Após muita conversa, ele destrancou a porta. A mulher, então, teria visto o sangue na blusa do aluno, mas ele não quis contar o que aconteceu. Ela, então, teria ido à sala de aula e falado com a professora da criança, que também afirmou não saber o que houve.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, a mãe levou o filho a um dentista. O profissional garantiu não ter encontrado lesões que indicassem um trauma (pancada), resultando na perda dos dentes. Para o dentista, o caso era de extração intencional.

Cinthia relatou que o menino começou a estudar na unidade, no início deste ano. A irmã dele, de 5 anos, também foi matriculada na escola em 2017 e estava na sala de aula quando ouviu os gritos do irmão.

A mulher comentou que foi orientada a ir ao Conselho Tutelar e também vai procurar um advogado. “Eu já registrei boletim de ocorrência na 21 ª Delegacia de Polícia (Taguatinga) e levei o meu filho pra fazer o exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML). A boquinha dele ainda está inchada”, afirmou Cinthia. “Eu, como mãe, estou me sentindo muito mal. O sentimento é de dor e indignação. Ele está em choque. Vai precisar de assistência psicológica”, acrescentou a mulher.

 

Outro lado

a direção do Centro de Educação Infantil nº 1 do Riacho Fundo informa ter apurado que a criança se machucou no parquinho da escola. A professora disse ter visto o aluno ensanguentado por volta das 17h20 de sexta. Mas o menino correu e se trancou no banheiro, após a docente ter questionado o que havia acontecido.

Ainda de acordo com o texto, a supervisora pedagógica foi acionada e prestou a assistência necessária, inclusive fazendo a apuração do episódio, visto que o aluno “não relatou o fato, não chorou e nem se queixava.” Por fim, a escola afirma ter orientado a família a levar a criança para uma emergência odontológica. “Desde então a escola está em contato com a família oferecendo assistência (sic)”, encerra a nota.

ver mais notícias