Governo do Estado cria comissão que produzirá laudo sobre a situação da Santa Casa de Manaus

Manaus-Secretaria de Estado de Cultura (SEC) anunciou a criação de uma comissão de técnicos para produzir registros das condições atuais da Santa Casa de Misericórdia, em Manaus. EA Secretaria determinou também a coleta emergencial de preços para instalação de tapumes e implementação de vigilância armada 24 horas no imóvel.

O trabalho visa o preparo de um laudo de recebimento do imóvel que possibilite delimitar a partir de quando e em que condições o Estado do Amazonas se tornou responsável pelas referidas obras emergenciais, e em que condições se encontra efetivamente o edifício.

O anúncio foi feito nesta segunda-feira (3), ao fim do prazo estipulado pela juíza federal Jaiza Fraxe. A magistrada determinou a execução de um plano de ações emergenciais pelo governo, com base em um documento já elaborado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Pela decisão, o Estado teria dez dias úteis para começar as ações.

Foi determinado que a SEC adote as providências para o cumprimento da determinação judicial. A comissão da pasta será formada por arquitetos, engenheiros e restauradores, que farão registros fotográfico e audiovisual do local.

Na nota, o Governo esclarece ainda que a decisão judicial “não determina a restauração da Santa Casa de Misericórdia por parte do Estado, e sim ações de contenção da deterioração do imóvel”.

A Santa Casa de Misericórdia está desativada desde 2004. O local funcionou como hospital filantrópico por mais de cem anos. Em 2014, o G1 produziu uma série de reportagens no prédio. Após as publicações das matérias, o governo do Amazonas anunciou que transformaria o local em um centro de tratamento de câncer. No entanto, o projeto nunca saiu do papel e foi suspenso em abril deste ano.

Com informações- G1/AM

ver mais notícias