Giovanna Ewbank deixa Globo e fala do período de adoção: 'Massacrante'


Giovanna Ewbank decidiu fazer um desabafo e revelou que pediu demissão da Globo para se dedicar a adoção da filha Titi e a projetos pessoais.
“Na minha vida, sempre foi assim. Nunca sonhei ser atriz, ser apresentadora, ter um canal no YouTube. Vou deixando acontecer. Não faço ideia do que possa vir a fazer daqui a um ano. Pode ser que tudo isso que está rolando agora fique para trás e eu descubra uma coisa completamente nova”, disse.

A ex-repórter do ‘Vídeo Show’ disse que conheceu Chissomo, sua filha adotiva, em uma aldeia na África e decidiu falar com o marido, o ator Bruno Gagliasso: “Amor, não sei o que você vai achar disso, mas conheci minha filha e não vou sair daqui sem ela”, relembrou ela.

Giovanna também disse que o processo de adoção de Titi foi complicado: “Até o final da viagem, voltei todos os dias ao abrigo para vê-la, saber mais de sua história. O processo de adoção durou um ano e meio. Foi um período massacrante para nós porque não podíamos contar nada para ninguém”, disse.

Quando voltou ao Brasil, a atriz decidiu mudar sua carreira: “Quando voltei para casa com a Titi, tirei um tempo para nós duas. Um tempo para absorver tudo de novo e de bom que estava acontecendo em nossa vida. Quando me senti preparada para voltar a trabalhar, decidi me focar no site e lançar o canal no YouTube. Mostrar as coisas de que gosto, os assuntos nos quais acredito. E fazer da minha maneira. Não podia ser eu mesma numa Rede Globo, que já tem um formato estabelecido. Não imaginava que o canal fosse alcançar 650 mil inscritos em seis meses. Procuro não criar expectativas com o que faço. Sempre trabalho com menos. Assim, se vier mais, fico feliz”, contou.

Com informações- Notícias ao Minuto

ver mais notícias