Gays criam time de futebol e enfrentam exclusão no esporte

São Paulo/SP-Há quase dois anos de existência, o Unicorns Futebol Clube, equipe amadora de São Paulo formada apenas por pessoas LGBTs, teve apenas uma grande crise.

Na verdade, esse momento foi quando um dos integrantes se chateou com o desempenho de um dos colegas e disse que “futebol é coisa para macho”. Mas o grupo reagiu e disse que não é e que o esporte é para qualquer um.

Com cerca de 50 integrantes, o time defende valores como não precisa ser bom de bola; incentivam os gays que gostam de futebol, mas foram excluídos; ocupar um espaço social ainda dominado por homens heterossexuais.
Para defender tudo isso, os “unicórnios”, como se chamam, jogam em quadras rodeadas de outras que tenham time da maioria hétero. Além disso, eles também trocam beijos a todo momento e exibem chuteiras em cores fortes e reluzentes.

ver mais notícias