Família de mototaxista que morreu atropelado por condutor bêbado e drogado pede justiça

O mototaxista César Leite sustentava a família – esposa e filha de 10 anos

O mototaxista César Severino Leite, 42, que foi atropelado e morto na noite de domingo (11) após ser atropelado por uma condutor que dirigia um veículo de marca BMW e placa placas OAO – 0204, está sendo velado na tarde desta segunda-feira (12) em uma funerária, no conjunto Manoa, bairro Cidade Nova, Zona Norte.

Marta da Costa, 41 anos, que era esposa da vítima, estava muito abatida, chorando disse que quer justiça pela morte do companheiro, ficou muito revoltada hoje pela manhã ao saber que o condutor do veículo que matou César foi liberado.

O mototaxista César Leite trabalhava era responsável pelo sustento de sua família – esposa e filha de 10 anos. Amigos de infância, de trabalho e familiares prestaram as últimas homenagens na tarde desta segunda-feira.

Motorista pagou fiança e foi solto

O condutor do veículo Gabriel Ale Alencar, 23 anos, atropelou várias pessoas e matou uma que foi o mototaxista César Severino Leite, na Avenida Constantino Nery, bairro Chapada, na Zona Centro-Sul de Manaus.

Segundo testemunhas o jovem vinha fazendo racha com outro carro, em alta velocidade quando colidiu com três veículos e uma motocicleta, testemunhas relataram que ele estava em estado de embriaguez e foi encontrado com ele porções de entorpecentes,.

O condutor ficou pressoa nas ferragens, enquanto o mototaxista morreu no local. No interior do veículo, foram encontradas duas trouxinhas de maconha. O órgão também relatou que o Corpo de Bombeiros auxiliou no socorro das vítimas.

Gabriel foi levado para uma unidade hospitalar e depois encaminhado para o 12º Distrito Integrado de Polícia. Chegando ao local, ele pagou fiança no valor de R$ 10 mil e foi liberado. O jovem foi autuado por homicídio culposo na direção de veículos automotor e posse de entorpecentes.

ver mais notícias