Criança de seis anos sofre grave ferimento em escola

De acordo com o garoto, ele teria sido mordido por um colega de classe. A mãe questiona a demora para que o filho fosse levado ao hospital

A Secretaria de Educação do DF investiga o caso de uma criança de seis anos que é aluno da Escola Classe 54 de Taguatinga e teve um corte profundo no rosto na última quinta-feira (16). Segundo a versão do garoto, que precisou levar 16 pontos, ele teria sido mordido por um colega de classe. Os dois são alunos do 2º ano do ensino básico.

A mãe do menino acredita que houve negligência por parte da escola, devido à demora para que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) fosse acionado e realizasse o atendimento do garoto. Por sua vez, a Secretaria de Educação justificou que “as três ambulâncias que servem à região estavam em atendimentos naquele momento”.

A pasta alega que a diretora da escola prestou toda a orientação necessária para encaminhamento do garoto ao hospital. Devido à demora, a mãe foi até o colégio e levou o filho de Uber para o Hospital Regional de Taguatinga.

O menino precisou fazer uma microcirurgia plástica, para restaurar a parte machucada da bochecha. A secretaria garante que a Regional de Ensino de Taguatinga e a direção da escola estão em diálogo com a mãe para esclarecer o ocorrido.

Com Informações Metropoles

 

ver mais notícias