Sisu divulga resultado para o segundo semestre deste ano

O resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do segundo semestre deste ano já está disponível para consulta na página do programa. Para acessar o resultado o estudante precisa do número de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 e da senha.

O Sisu seleciona candidatos às vagas em universidades federais e institutos federais de Educação, Ciência e Tecnologia com base na nota do Enem.

A matrícula dos selecionados deverá ser feita entre os dias 10 e 14 de junho. Quem não conseguiu uma vaga no ensino superior, poderá participar da lista de espera, entre 6 e 17 de junho. Os candidatos na lista começarão a ser convocados a partir do dia 23 de junho.

Nesta edição foram ofertadas 56.422 vagas, em 65 universidades federais e estaduais e institutos federais.

Puderam participar do Sisu os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 e não tiraram 0 na redação.

O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação por meio do qual instituições públicas de educação superior oferecem vagas a candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Esta edição ofereceu 56.422 vagas em 65 instituições. A inscrição podia ser feita somente pelos estudantes que participaram do Enem de 2015 e obtiveram nota na redação que não fosse zero.

Nova oportunidade em 2016: Prouni 
Os estudantes que prestaram o Enem em 2015 têm mais uma possibilidade de serem aprovados em universidades: nesta terça (7) serão abertas as inscrições para o processo seletivo de bolsas parciais ou integrais do Prouni (Programa Universidade para Todos) do segundo semestre.

O processo fica aberto até o dia 10 de junho, às 23h59, pelo site https://prouni.mec.gov.br . O Prouni distribui bolsas de estudo integrais (candidatos com renda familiar bruta mensal per capita de até 1,5 salário mínimo) ou parciais (renda familiar brutal mensal per capita menor do que 3 salários mínimos) na rede particular de ensino superior.

Critérios do Prouni 
Para concorrer a uma bolsa do Prouni é preciso atender ao menos um dos seguintes critérios: 
– ter cursado o ensino médio completo em escola pública, 
– ter cursado o ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsistas integrais da respectiva instituição; 
– ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsistas integrais da respectiva instituição; 
– ser deficiente; 
– ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública.

Fies de inverno 
Ainda neste ano, a terceira forma de conseguir uma vaga no ensino superior é por meio do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) , que oferece contratos de financiamento em universidades particulares. O processo seletivo começará no dia 14 de junho e irá até o dia 17 de junho. O resultado sairá em 20 de junho. Pela primeira vez, o estudante poderá alterar sua opção de curso quantas vezes desejar – o sistema calculará notas de corte para cada um deles.

Entenda o Sisu 
O Sisu é o meio utilizado pelo Ministério da Educação para selecionar novos estudantes de cursos de graduação de universidades federais e institutos tecnológicos de ensino superior. Há ainda instituições estaduais e municipais que aderem ao processo. O sistema usa as notas do Enem para determinar quais candidatos terão direito às vagas.

Como o Sisu calcula nota de corte? 
Durante o prazo de inscrições, o Sisu calcula a nota de corte para cada curso uma vez por dia. O cálculo toma como base o número de vagas disponíveis e o total dos candidatos inscritos naquele curso, por modalidade de concorrência. A nota de corte válida será aquela registrada no último dia de inscrições. Até esse fechamento, o candidato pode optar por mudar de cursos ou universidades.

Sisu e Prouni: qual a diferença? 
O Sisu é a sigla para Sistema de Seleção Unificada. Por meio dele dele, instituições públicas – sem cobrança de mensalidade – selecionam alunos tendo como critério a nota do candidato no Enem.

O Enem também é usado em outras ações do MEC, como o Fies e o Programa Universidade para Todos (Prouni). O Prouni concede bolsas de estudos integrais ou parciais em universidades privadas. O foco são estudantes que saíram de escolas públicas e de baixa renda.

ver mais notícias