Rindo na cara da ordem judicial: trabalhadores do transporte público paralisam 100% das atividades nesta segunda-feira (26)

Na tarde deste domingo (25), a desembargadora Solange Maria Santiago Morais deu razão ao Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) em relação às ameaças que o Sindicato dos Rodoviários vinha fazendo sobre parar com as atividades nesta segunda-feira (26), já que foi informado que não existe motivo para o ato.

Foi determinada uma multa de R$ 100 mil por hora de paralisação caso o Sindicato viesse a descumprir a ordem, o que aparentemente não intimidou nem um pouco os trabalhadores, que seguiram com a greve de 100% dos ônibus da cidade.

ver mais notícias