Pai e filha estão entre vítimas de acidente aéreo em Manaus

O pai e filha estão entre as vítimas da queda de um avião de pequeno porte ocorrida na manhã desta quarta-feira (7), em Manaus. A aeronave caiu em uma área de mata na Zona Urbana na capital após decolar. Seis pessoas estavam a bordo, uma foi resgatada com vida.
Ruan Lemos da Silva residia em Novo Aripuanã, a 227 km da capital. A vítima trabalhava com vendas de bebidas. Ele estava viajando com a filha, Ana Alice Gomes, retornando para o município no interior do Amazonas onde residiam.

A tia de Ruan, Ananete Lima, de 42 anos, disse que o sobrinho estava há cerca de três semanas em Manaus para acompanhar a esposa em um tratamento de saúde.
“Eu vim aqui no Hospital 28 de Agosto na esperança de ser ele o sobrevivente, mas infelizmente ele morreu. Não sabemos como a esposa dele receberá essa notícia que perdeu o marido e a filha”, disse Ananete.
A enfermeira Jacira Lemos, 35, tia de Ruan, disse que os dois iriam voltar para o município para a formatura de ABC da criança. “De Manaus ele ia votar para o município com a filha, porque a Alice ia participar da formatura dela, do Abc”, disse a tia.

O primo da vítima Hilton Jr., 35 anos, contou que chegou a pedir para Ruan ficar mais tempo em Manaus para poder comemorar o nascimento da filha dele. O empresário contou ainda que a vítima chegou a mandar uma mensagem de celular horas antes de embarcar.
“Eu tinha conversado com ele segunda-feira pedindo para ele não ir, porque nasceu semana passada a minha filha e nós íamos comemorar. Ele disse que ia ficar. Hoje, ele mandou um whatsapp às 6h37, pedindo que eu ligasse para a empresa (aérea) que faz a linha semanalmente. Quando eu acordei por volta das 7h40 já tinha acontecido o ocorrido. Ficou aquele pensamento, se eu tivesse ficado com o celular ligado, talvez eu teria conversado para ele ficar. Eu não sei qual foi essa vontade dele de tanto ir”, disse Hilton.

Acidente
A aeronave Embraer 721D, de matrícula PT-REI, caiu em uma área de floresta no Bairro da União, na Zona Centro-Sul. Houve explosão e cinco pessoas morreram no acidente ocorrido por volta de 8h. Um homem foi resgatado com vida e encaminhado a um hospital. Ele tem 99% do corpo queimado. As informações foram confirmadas pelo Corpo de Bombeiros. Ainda não se sabe as causas do acidente.
O tenente João Filho, do Corpo de Bombeiros, informou ao G1 que a aeronave era um taxi aéreo e decolou de Manaus com destino ao município de Novo Aripuanã por volta das 7h45.
Antônio Mendonça, representante do proprietário do avião, disse que a aeronave era usada para fins particulares. “Trata-se de uma aeronave particular que estava fazendo um voo do proprietário, com destino a Novo Aripuanã. As pessoas eram amigas do dono do avião. O dono está internado uma clínica em estado de choque devido o que aconteceu”, disse.
A Força Aérea Brasileira (FAB) informou que uma equipe de investigação do Sétimo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA VII) já está no local e começou os trabalhos de investigação.

ver mais notícias