Operação CAUCANA da PF cumpriu nesta manhã 4 mandados de prisão contra desvio de recursos na Prefeitura de Tefé

124506_697x437_crop_5808bd043f2edManaus/AM – A Polícia Federal deflagrou, na manhã de hoje (20/10/2016), a
Operação CAUCANA, que tem por objetivo desarticular um grupo criminoso que
teria desviado recursos públicos do Programa Calha Norte, do Governo Federal,
que teriam sido repassados para o Município de Tefé para realização de obras
estruturantes, como construção de calçadas e meios-fios na cidade.
Desde as 06 horas da manhã, aproximadamente 60 Policiais Federais estão dando
cumprimento a 04 mandados de prisão preventiva, 06 mandados de condução
coercitiva, 14 mandados de busca e apreensão, além de bloqueios de valores nas
contas das pessoas físicas e jurídicas envolvidas, todos expedidos pela Justiça
Federal do Amazonas para cumprimento nas cidades de Manaus e Tefé.
As investigações se iniciaram no mês de setembro de 2016, a partir de
informações repassadas pela Procuradoria da República em Tefé/AM, dando conta
de que a Prefeitura daquele município teria repassado à empresa RBR
CONSTRUÇÕES, vencedora do processo licitatório para construção das calçadas,
mais de 50% do valor global do contrato, cerca de meio milhão de reais, estando
a obra ainda em sua fase inicial.
Destes valores, aproximadamente 220 mil reais foram sacados na boca do caixa
no final do mês de setembro de 2016, reforçando os indícios de que tais valores
estariam sendo, de fato, desviados.
As investigações demonstraram que, após os saques, os investigados passaram
a adotar condutas para dificultar eventuais ações investigativas policiais e/ou de
fiscalização dos órgãos de controle, como mudanças dos endereços sociais das
empresas e, até mesmo, a ocultação e destruição de computadores e
documentos, o que levou a Polícia Federal a adiantar a deflagração da Operação,
com o cumprimento na data de hoje de mandados de busca na sede da Prefeitura
Municipal de Tefé, bem como nos endereços das principais empresas e alvos
investigados, com o objetivo de se preservar e/ou recuperar tais elementos de
prova.
Os investigados responderão pela prática dos crimes de associação criminosa,
peculato, fraude licitatória e lavagem de capitais.
Informações complementares serão repassadas às 09:00, na Superintendência
da Polícia Federal no Amazonas.

ver mais notícias