Justiça do Amazonas determina restauração imediata da Santa Casa de Misericórdia

Diante de muitos saques e depredações na Santa Casa, e após o episódio mais recente e chocante nessa segunda-feira (19), em que uma grávida de oito meses foi encontrada morta no local, a juíza federal Jaiza Fraxe determinou que seja executado um plano de ações de emergência pelo governo em relação à Santa Casa, tendo como base um documento já elaborado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

O antigo hospital, sem atividades desde 2004, enfim provocou uma manifestação eficiente da Justiça. O Estado tem até dez dias úteis para dar início à restauração, a partir desta terça-feira (20).

ver mais notícias