Justiça

A Justiça federal determinou o embargo do prédio que está sendo erguido na confluência da avenida Ponta Negra e avenida do Turismo, na zona Oeste de Manaus. Trata-se de uma obra que fere o planejamento urbano e o cartão postal do maior complexo turístico da capital.

O empreendimento imobiliário de 18 andares foi embargado pela juíza Mara Elisa Andrade, da 7ª Vara da Justiça Federal do Amazonas, com base na legislação ambiental, atendendo a uma ação do Ministério Público Federal (MPF).

Mara Elisa acatou argumentos do MPF de que a obra está em área de proteção ambiental permanente do rio Negro, a menos de 500 metros da sua margem, o que é proibido pelo Código Florestal. ( Matéria do Portal BNC) http://bncamazonas.com.br

ver mais notícias