IML registra mais de 20 homicídios em Manaus no fim de semana

Manaus/AM-Instituto Médico Legal (IML) registrou 21 homicídios em Manaus entre a sexta-feira (7) e o domingo (9). Sete deles ocorreram dentro da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP). As outras mortes foram em diferentes zonas da capital.
Seis detentos foram mortos dentro da UPP na sexta-feira. São eles: Janderson Araújo da Silva; Leonardo Almeida de Souza; Marcos Henrique Neves de Lima; Tiago de Araújo; Felipe Xavier Oliveira; Felipe Gonçalves Marques.
No sábado (8), um jovem, de aproximadamente 20 anos, foi morto a tiros, na Rua Vilar Fiuza, no bairro São José, na Zona Leste de Manaus. Populares relataram à policia que a vítima foi abordada por dois homens em uma motocicleta, quando um deles efetuou dois disparos que atingiram a cabeça da vítima.
O segundo caso do sábado foi em um bar na Rua Quintino Bocaiúva, no Centro da cidade, quando um homem foi ferido com um tiro no pescoço. Uma discussão teria motivado o crime.
Às 17h, dois homens foram assassinados com arma de fogo na rua Canuarana, no conjunto Viver Melhor 2, no bairro Santa Etelvina, na Zona Norte de Manaus. Um autônomo de 23 anos e um estudante de 19 anos foram atingidos e morreram o local. A autor o do crime é desconhecida.
Já durante a noite de sábado, um homem foi morto no Beco Independência, no bairro Japiim, na Zona Sul da cidade. O corpo dele foi encontrado próximo a uma igreja evangélica . Ele foi atingido com um tiro e morreu no local. O soldador Ronaldo Guedes Mendes, de 33 anos, foi assassinado com um tiro na costela e outro na cabeça, na Rua Penetração 4, no conjunto Amazonino Mendes, na Zona Norte da capital. Outros dois homens que estavam com ele também foram baleados. Segundo a família do soldador, dois carros chegaram atirando no local, por volta das 22h do sábado.
Por volta de 1h de domingo (9), um segurança de 39 anos morreu durante um arrastão na Rua Jamangi, também no bairro Santa Etelvina. Além de ser atingido com mias de dez tiros, o homem também foi atingido com golpes de terçado. Moradores disseram que o segurança tinha saído de casa para fumar um cigarro, quando uma multidão de jovens armada veio correndo pela rua. Após matar o segurança, o grupo continuou ameaçando outros moradores.
Ainda na madrugada, o vendedor Magno Frazão Pessoa, de 38 anos, foi esfaqueado no bairro Gilberto Mestrinho, na Zona Leste da cidade, por volta das 2h30. Magno, que vendia doces em ônibus, foi ferido no abdômen, costela e tórax. Os golpes iniciaram na rua 13 de julho e a vítima morreu na rua 8 de Agosto. “Ele deixou a caixa de bombom na frente de casa, como ele sempre fazia. Dentro da bolsa dele tinha R$ 13,00”, contou a sogra do vendedor.
Na tarde de domingo, uma cabeleireira de 39 anos morreu após dar entrada no Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, na Zona Oeste de Manaus. De acordo com a Polícia Militar, ela e uma amiga foram esfaqueadas por um casal de irmãos após uma briga em um bar no bairro Compensa 2. A mulher foi esfaqueada no tórax e abdômen, e a amiga no pescoço e mão. O casal de irmãos fugiu sem ser identificado.

Fonte-G1

ver mais notícias