Defesa Civil leva ações preventivas para áreas de risco

Além dos atendimentos emergenciais, a Defesa Civil de Manaus também atua preventivamente nas áreas de risco da capital. São ações prioritárias que visam reduzir as ocorrências causadas por alagações e desabamentos de moradias localizadas irregularmente em encostas de barrancos ou margens de igarapés.

Somente nesta quinta-feira, 18, o órgão ligado a Casa Militar da Prefeitura de Manaus, acompanhou o andamento dos trabalhos de contenção em duas áreas com processo de erosão na zona Leste. No bairro Mauazinho, as equipes começaram a isolar um barranco, na rua do Seringal, em processo de erosão progressiva.

“Conversamos com os moradores e decidimos que, antes da contenção, já tomaríamos as primeiras medidas para evitar que as pessoas passem nas proximidades do local, devido o risco de deslizamento de terra. Em seguida, os trabalhadores já iniciam os serviços para evitar que o problema tome proporções ainda maiores”, explicou o secretário executivo de Proteção e Defesa Civil, capitão Aníbal Gomes.

Os serviços estão sendo realizados em parceria com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) e a previsão é que sejam concluídos até a próxima semana.

Ainda na zona Leste, os fiscais também estiveram na Comunidade Sol Nascente, no bairro Francisca Mendes, para dar andamento na contenção de uma encosta na rua 87, que apresenta risco para moradias em seu entorno. Os trabalhos iniciaram em dezembro de 2015, após reunião com a comunidade, estando previstos para serem finalizados em março deste ano.

“Mesmo com a conclusão das obras, continuaremos monitorando essa localidade para evitar que novas invasões aconteçam no pé da encosta. Nossa maior preocupação é evitar essas construções irregulares em locais que oferecem risco para a vida das pessoas”, concluiu Aníbal Gomes.

Assesoria Fotos: Divulgação / Defesa Civil

ver mais notícias