Vídeo mostra travesti sendo morta pelas colegas; assassina fez chacota na internet

Circula pela internet um vídeo do assassinato de Ágatha Lios, de 23 anos, em Taguatinga, no Distrito Federal.

Quatro outras travestis seguiram a vítima, dentro de um centro de distribuição dos Correios, até que uma a alcança, puxa pelos cabelos e a esfaqueia até a morte.

Assista ao vídeo:

A motivação do crime teria sido a beleza de Ágatha, que recebeu ordens de outras travestis para sair do ponto e se recusou.

A travesti conhecida como Lorrany Castro é apontada como a executora das facadas, e confessou em uma postagem no Facebook em que desdenha da vítima e diz que “a gente só colhe o que planta”.

Veja a postagem:

As quatro travestis vistas no vídeo foram identificadas pela Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou por Orientação Sexual, ou Contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência (Decrin), mas nenhuma foi presa. Elas são consideradas foragidas.

ver mais notícias