Vacina da dengue pode ficar pronta em 2018, mas não deve chegar aos postos do SUS antes de 2020

A vacina contra dengue desenvolvida pelo Instituto Butantan, de São Paulo, está em sua última etapa de testes clínicos.

Os teste estão sendo realizados em 17 mil voluntários em 13 cidades em cinco regiões do Brasil, apenas neste primeiro semestre. O Butantan afirmou que acredita ser possível ter a vacina disponível para registro até 2018. Mas a coordenadora-geral do PNI (Programa Nacional de Imunizações) do Ministério da Saúde, Carla Magda Domingues, afirma que o imunizante não deverá chegar aos postos do SUS (Sistema Único de Saúde) antes de 2020.

“Uma coisa é o laboratório produtor ter uma expectativa de que o estudo fique pronto, outra coisa é a vacina chegar ao Programa Nacional de Imunizações. Pode até ser que o estudo seja concluído em 2018, mas depois disso tem todo um processo de análise dos dados. Se o imunizante se provar eficaz, ainda existe o processo regulatório, a submissão da vacina para a aprovação da Anvisa-Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Só depois começa a produção. Então, eu não acredito que nós teremos essa vacina do Instituto Butantan antes de 2020, disse Carla”.

ver mais notícias