UNE e CUT promovem manifestações pró-governo no Rio e em São Paulo

RIO E SÃO PAULO – Com gritos de “não vai ter golpe, vai ter luta”, militantes da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da Central Única dos Trabalhadores (CUT) cantam e dançam em defesa do ex-presidente Lula na quadra quadra dos Sindicato dos Bancários, no centro de São Paulo. Cerca de 500 pessoas participam do ato em solidariedade ao ex-presidente, levado nesta sexta – feira para depoimento na sede da Polícia Federal.

– Agora é guerra – prometia um militante, enquanto falava em “golpe da oposição” a amigos.

De cima de um palco, quando um músico puxou os primeiros versos da música “Vermelho”, grupos mais empolgados esbravejavam em coro.Enquanto voz e violão embalavam a quadra, jovens batuqueiros entraram no espaço para completar a cantoria. Militantes prometem discursos para o fim desta tarde.

Na Avenida Paulista, um grupo começou a inflar o boneco do presidente Lula. integrantes de grupos de oposição ao governo pretendem fazer um panfletaço nesta sexta-feira.

No Rio, movimentos sociais e centrais sindicais fizeram, no final da tarde, um ato, na Central do Brasil, contra a condução coercitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para depor na Polícia Federal.

– Hoje de manhã fomos surpreendidos com o ex-presidente Lula sendo sequestrado pela Polícia Federal – disse o presidente da Central Única dos Trabalhadores no Rio, Marcelo Rodrigues.

Enquanto manifestantes se alternavam no microfone, passantes gritavam, de vez em quando: “Lula ladrão!” e “Solta o Barrabás!”. Houve princípio de tumulto em uma dessas investidas e seguranças da Central tiveram que retirar o homem do local.

ver mais notícias