TSE elege Gilmar Mendes como presidente e Fux como vice

RIO — O ministro Gilmar Mendes foi eleito nesta quinta-feira o novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele assumirá o cargo no dia 12 de maio e encerra o mandato em fevereiro de 2018, quando deixa o tribunal. Na mesma sessão, o ministro Luiz Fux foi eleito vice-presidente do tribunal. A escolha foi referendada numa eleição formal realizada entre os sete ministros do TSE: Gilmar Mendes recebeu 6 votos e Luiz Fux, 1 voto.

Gilmar Mendes, que substitui Dias Toffoli, vai comandar o tribunal durante as eleições municipais deste ano e a análise de quatro ações que pedem a cassação do mandato da presidente Dilma Rousseff e do vice Michel Temer. Além disso, será responsável pela continuação do cadastramento biométrico dos eleitores.

Em seu discurso após eleito, o ministro agradeceu e elogiou Dias Toffoli, pela iniciativa de criar uma identificação única para os brasileiros, o Registro Civil Nacional (RCN), que agrega vários documentos.

— A iniciativa contribuirá para uma racionalidade de todo o sistema de identificação no Brasil, uma vez que, sabemos, há uma grande dificuldade de fazer esse trabalho por razões diversas, o que dificulta a segurança pública.

E também elgiou Fux, ressaltando que, neste momento de crise, é fundamental a capacidade de se criar um ambiente harmonioso

— Todos nós reconhecemos a sua (de Fux) capacidade de trabalho, de integração e de criar um ambiente harmonioso. Isso é fundamental num período em que estamos vivendo tensões exacerbadas. Gostaria de dizer que muito me honra estar nessa condição de presidente tendo como vice o ministro Luiz Fux, que tem contribuído para o bom desenvolvimento da jurisprudência dessa Corte eleitoral.

ver mais notícias