Temer pede informações sobre tentativa de ocupação da Presidência em SP

BRASÍLIA – O presidente interino Michel Temer ficou preocupado com a tentativa de invasão do escritório da Presidência em São Paulo e pediu que uma equipe do Palácio do Planalto obtivesse informações sobre o caso. O que os emissários de Temer o informaram foi que um grupo do Levante Popular da Juventude e do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) tinha ocupado o saguão do prédio onde fica o escritório, na Avenida Paulista, mas não tinha subido para o andar onde funciona a sala da Presidência. Próximo ao tumulto estavam de passagem Paulo Caffarelli – que foi empossado nesta quarta-feira como presidente do Banco do Brasil – e Alexandre Abreu, o antecessor de Caffarelli.

Temer ficou incomodado com manifestações em torno de sua casa, na capital paulista, onde moram sua esposa Marcela e o filho Michelzinho. A residência passou a contar com um aparato de segurança.

Um assessor de Temer minimizou o ato no escritório da Presidência:

— O Temer nunca nem pisou naquele lugar. Até hoje ainda tem foto do Lula naquelas salas — disse.

A presidente afastada Dilma Rousseff também não costumava despachar nesse escritório. Sob sua gestão, o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, era quem mais frequentava o local.

ver mais notícias