Senadores do PT vão ao STF contra continuidade do processo de impeachment

BRASÍLIA – Senadores do PT vão ao Supremo Tribunal Federal contra a decisão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), de levar adiante o processo de impeachment, ignorando o posicionamento do presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), de anular a aprovação do processo na Câmara. Calheiros anunciou que vai ignorar a posição de Maranhão e dar andamento ao processo com a leitura em plenário do parecer de Antonio Anastasia (PSDB-MG), aprovado na comissão especial.

— Vamos preparar na bancada um recurso ao STF contra a leitura do parecer — disse ao GLOBO o senador Lindbergh Farias (PT-RJ).

Os petistas questionam a decisão por entender que somente a Câmara poderia rever a decisão de Maranhão e não o presidente do Senado. Ressaltam que o STF tem tratado questionamentos sobre o rito como “interna corpus” e, portanto, não caberia a uma casa legislativa “anular” ato da outra.

ver mais notícias