Renan passa por ‘saia-justa’ ao ser cobrado por artistas sobre postura do PMDB

BRASÍLIA — O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), passou nesta quinta-feira por uma “saia-justa” em encontro com artistas, que estiveram com a presidente Dilma Rousseff e depois foram ao Senado. A cantora Beth Carvalho cobrou de Renan um posicionamento sobre o desembarque do PMDB e o apoio para o impeachment de Dilma. Diante das cobranças, inclusive do diretor Luiz Carlos Barreto, Renan sorriu apenas e pediu para que a imprensa saísse para que eles pudessem conversar com “mais privacidade”.

— Quero que vocês (do PMDB) se lembrem de quando lutaram pela democracia. Que não tenha golpe nesse país, já basta. O que está acontecendo agora é golpe, não é outra coisa. Concorda? — disse Beth Carvalho.

Renan apenas sorriu e ficou em silêncio, acenando apenas com a cabeça e pedindo que o encontro fosse fechado.

Depois do encontro, a cantora disse:.

— O Renan não falou nada. Viemos pressioná-lo a ter uma atitude. Ele falou que vai tentar ajudar, que vai esperar a Câmara. Fico pasma de ver a posição do PMDB, em cima do muro total.

Já Barreto quis saber por que o processo de impeachment estava sendo discutido.

ver mais notícias