Renan decide acionar STF sobre ação na casa da senadora Gleisi

BRASÍLIA — O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), determinou que a Advocacia Geral do Senado ingresse junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) com uma reclamação questionando a questão de a entrada na residência da senadora Gleisi Hoffmann, onde reside o marido Paulo Bernardo, que foi preso nesta quinta-feira, tenha sido autorizada por um juiz de primeira instância.

Investigado na Lava-Jato, Renan foi acionado pelo primeiro vice-presidente do Senado, Jorge Viana (PT-AC), que ficou indignado. Em nota, a bancada do PT chamou a ação de “invasão”. Segundo assessores de Renan, será uma “reclamação em virtude da busca e apreensão ter sido autorizada pela primeira instância”.

A reclamado dos petistas é que se trata de uma residência oficial do Senado e que, portanto, o Supremo teria que ser consultado.

Vários senadores disseram que estavam indignados com o fato como ocorreu. A Polícia do Senado acompanhou a ação.

ver mais notícias