PSDB estuda ir à Justiça contra posse de Lula em ministério de Dilma

BRASÍLIA – O presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), afirmou nesta terça-feira que o partido estuda tomar medidas judiciais caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva assuma um ministério no governo Dilma Rousseff. Ele disse que a ação mostra que o governo tem como única preocupação “sua sobrevivência a qualquer custo”.

“A ida do ex-presidente Lula para um ministério reforça a certeza dos brasileiros de que o governo tem hoje como única preocupação a sua sobrevivência a qualquer custo. Enquanto o governo se mobiliza apenas em torno dos interesses do PT, os problemas reais dos brasileiros se avolumam sem perspectiva de solução. Mais uma vez, o governo serve ao PT e não ao país. O PSDB está analisando as medidas judiciais cabíveis nesse caso”, disse o senador, por meio de texto publicado em sua página no Facebook.

O ex-presidente foi convidado por Dilma para assumir uma pasta, mas ainda não deu uma resposta definitiva. Aliados afirmam que Lula aceitará. Caso vire ministro, o ex-presidente passa a ter foro privilegiado e os processos no âmbito da Operação Lava-Jato subirão da 13ª Vara Federal de Curitiba, comandada pelo juiz Sérgio Moro, para o Supremo Tribunal Federal (STF).

ver mais notícias