‘Problema dele’, diz Janot sobre Cunha voltar à Câmara

BRASÍLIA — O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, evitou comentar nesta quinta-feira eventuais consequências da decisão tomada pelo presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de voltar a frequentar a Casa. O parlamentar afastado disse que vai inclusive retornar ao gabinete dele.

— Problema dele! — disse Janot, ao sair de uma sessão de julgamentos no Supremo Tribunal Federal (STF).

Questionado sobre se essa atitude de Cunha seria uma afronta à decisão do STF, Janot não quis responder. Há duas semanas, o tribunal afastou Cunha de seu mandato parlamentar e da presidência da Câmara. Segundo os ministros, houve desvio de finalidade na conduta do político.

ver mais notícias