Operação da PF mira licitações com verba pública em Foz de Iguaçu

SÃO PAULO – A Polícia Federal realiza na manhã desta terça-feira a operação “Pecúlio”, para desarticular um grupo acusado de fraudes em licitações envolvendo verbas públicas federais e praticar crimes contra a Administração Pública de Foz de Iguaçu. Serão cumpridos quatro mandados de prisão preventiva, dez de prisão temporária, 19 conduções coercitivas e 51 mandados de busca e apreensão em casas dos investigados, órgãos públicos e em empresas supostamente ligadas à organização criminosa.

A investigação começou há dois anos, com inquéritos policiais instaurados pela Delegacia de Polícia Federal em Foz do Iguaçu. Os policiais apuraram que há fortes indícios de “ingerências de gestores do município”, de forma direta e indireta, em empresas contratadas para prestação de serviços e realização de obras junto à administração municipal. Segundo a PF, foram direcionadas quantias milionárias de recursos públicos federais (como PAC), bem como em empresas contratadas para prestar serviços ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Os investigados responderão pelos crimes de peculato, corrupção passiva e corrupção ativa, prevaricação, crimes à lei de licitações e organização criminosa. Cerca de 250 Policiais Federais participam da operação.

ver mais notícias