Ontário vai oferecer desconto em carros elétricos para reduzir poluição

OTTAWA E CALGARY (CANADÁ) – A província canadense de Ontário vai gastar até 8,3 bilhões de dólares canadenses (cerca de US$ 6,5 bilhões) até 2020 para reduzir suas emissões de gases que agravam o efeito estufa. A grande aposta está nos carros elétricos — que terão descontos de até 14 mil dólares canadenses — e na construção de 500 estações de recarga para estimular as vendas.

Os descontos nos veículos elétricos devem ajudar a elevar as vendas deste tipo de automóvel. Espera-se que eles representem 5% de todos veículos comprados na província em 2020. Ontário também vai reduzir as emissões dos carros convencionais aumentando o uso de combustível de baixa emissão de carbono. E as 500 estações de recarga serão construídas ao longo de 2017.

Contudo, a mudança para os carros elétricos não é grande o suficiente, afirma Atif Kubursi, professor emérito do departamento de economia da Universidade McMaster, que recentemente publicou um estudo sobre a indústria dos veículos movidos a eletricidade. É necessário um esforço coordenado para construir estações de recarga, treinar eletricistas, e criar uma cadeia de fornecedores para coisas como baterias, disse:

— Eu não acho que a indústria está pronta.

O plano de mudanças climáticas da província se baseia na receita de um sistema de venda de créditos de carbono que deve gerar de 1,8 bilhão a 1,9 bilhão de dólares canadenses por ano. O montante será “reciclado” para pagar pelos descontos dos carros e pelos incentivos à construção de prédios com baixa poluição e ao retrofit de prédios de apartamentos para economizar energia.

O dinheiro irá para um fundo que será administrado separadamente da receita geral com impostos, explicou a premier de Ontário, Kathleen Wynne, durante um briefing em Toronto nesta quarta-feira. O objetivo do plano é reduzir as emissões da província em 15% até 2020 e 37% até 2030 — em relação aos níveis de 1990.

— Nós estamos comprometidos em criar uma economia com baixa emissão de carbono que vai motivar inovação, criar mais oportunidades para negócios e indústrias — disse Kathleen.

Ela promete que os custos com o plano para as famílias serão de 13 coroas canadenses por mês. Mas há quem ache que o projeto poderá pesar mais no orçamento.

ver mais notícias