Oito anos após matar o pai, homem mata a mãe

Após ficar preso apenas por cinco anos por ter matado o próprio pai, um dependente químico resolveu fazer o mesmo com a mãe.

A tragédia familiar ganhou um novo capítulo nesse sábado, numa das residências da Rua Jairo de Araújo Labre, no Jardim D’Abril, em Osasco, na Grande São Paulo, próximo ao limite com a capital paulista.

O corpo de Rosimeire Fátima de Toledo, de 51 anos, foi encontrado pela polícia ainda sobre a cama, com um corte profundo no pescoço.

Wengly Toledo Machado, de 27 anos, foi preso após ir até um salão de cabeleireiro e confessar que havia assassinado a própria mãe horas antes.

Também motivado pelo uso de drogas, em 2009 o acusado já havia matado o pai e também foi preso, mas, cinco anos depois, acabou solto pela justiça para morar com a mãe.

Desta vez, ao depor na delegacia, o assassino confessou o crime e disse que Rosimeire pediu que fosse morta.

O assassino vai ficar preso no Quinto Distrito Policial de Osasco até segunda-feira, quando passará por uma audiência de custódia e depois será encaminhado a um Centro de Detenção Provisória.

 

Fonte: Band
ver mais notícias