CM7

     
 
 
Manaus, 18 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Brasil / Moro quebra sigilo de Gilberto Carvalho e Marcos Valério

Moro quebra sigilo de Gilberto Carvalho e Marcos Valério

Da redação | 06/06/2016 19:10

SÃO PAULO — O juiz Sérgio Moro autorizou a quebra dos sigilos telefônicos do ex-ministro Gilberto Carvalho e do operador do mensalão, o publicitário Marcos Valério. Os pedidos foram feitos pelo Ministério Público Federal (MPF) ao juiz que, após autorizar, colocou sigilo as investigações. Carvalho foi um dos principais assessores do ex-presidente Lula no governo.

Valério e Carvalho são investigados na 27ª da Operação da Lava-Jato, batizada de “Carbono 14”, que apura um possível elo entre o esquema de corrupção na Petrobras e o caso do mensalão. Para Lava-Jato, parte do empréstimo fraudulento feito pelo pecuarista José Carlos Bumlai junto ao Banco Schahim foi usado para “comprar o silêncio” do empresário Ronan Maria Pinto.

Em depoimento prestado em 2012, o publicitário Marcos Valério, operador do PT no mensalão, afirmou ter pedido a Bumlai que providenciasse R$ 6 milhões para repassar a Ronan Maria Pinto, dono do jornal Diário do Grande ABC.

De acordo com o depoimento de Valério, o empresário estava chantageando o ex-presidente Lula, o então secretário da Presidência Gilberto Carvalho e o ex-ministro José Dirceu, por ter informações comprometedoras a revelar sobre a morte do ex-prefeito de Santo André Celso Daniel.

Ao autorizar a Operação Carbono 14, Moro disse que o depoimento do publicitário, “embora deva ser visto com muitas reservas”, revela uma “possível” ligação entre os casos.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA