Moro pede serenidade em protestos contra e a favor do governo

CURITIBA – Aplaudido calorosamente por uma plateia de 3 mil pessoas, o juiz Sergio Moro voltou a pedir a todos que participarão de manifestações, a favor e contra o governo, que façam tudo sem violência, com calma, sem radicalismo e com serenidade. O magistrado participa, na noite desta quinta-feira, de um evento no Fórum de Transparência e Competitividade da Federação da Indústria do Paraná (Fiep), em Curitiba.

– Numa democracia não existe nós e eles, existe nós. A democracia somos nós, ainda que tenham opiniões divergentes – disse Moro, afirmando que sente-se na obrigação de se manifestar contra a violência por ser “uma voz ouvida neste momento”.

Moro disse que o povo brasileiro, “muitas vezes e estereotipado, conhecido lá fora como simpático, amável e tolerante”, neste momento de angústia e reclamações, é importante que se manifeste sem discurso de ódio e violência.

Ele voltou a comparar a Operação Lava-Jato com a Operação Mãos Limpas, onde um empresário chegou a dizer que pagava propina porque “papai pagava”.

ver mais notícias