Michel Temer cortará ponto de quem faltar ao trabalho para participar de greve

Na sexta-feira(28) os servidores públicos estão sendo convocados para aderirem a greve geral em protestos contra as reformas governistas.

O presidente Michel Temer já afirmou que cortará o ponto de servidores públicos que faltarem ao trabalho para aderir à greve geral.
Para adotar a medida, a atual administração tem se baseado em decisão de outubro do STF (Supremo Tribunal Federal), a qual estabeleceu que o poder público deve cortar os salários de servidores em paralisação.

O Palácio do Planalto tem lembrado que na sexta-feira (28) não haverá ponto facultativo, mesmo às vésperas do Dia do Trabalhador, e que, portanto, o entendimento da Suprema Corte pode ser adotado.

A expectativa de assessores e auxiliares presidenciais é de que a adesão de categorias de trabalhadores ao protesto desta sexta-feira (28) seja maior ao da última manifestação, realizada em março.

O monitoramento das redes sociais, no entanto, tem apontado que a mobilização tem se concentrado nos grandes centros urbanos, tendo pouca repercussão nos municípios de médio e pequeno portes.

ver mais notícias