CM7

     
 
 
Manaus, 19 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Brasil / Meirelles anuncia nomes da nova equipe econômica (vídeo)

Meirelles anuncia nomes da nova equipe econômica (vídeo)

Da redação | 18/05/2016 10:33

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciou, nesta terça-feira (17), parte da nova equipe econômica que irá compor o governo. Para o comando do Banco Central, foi indicado o economista Ilan Goldfajn. Ele assumirá o cargo quando o Senado Federal aprovar o nome.

A partir de agora, o presidente do Banco Central deixa de ter status de ministro de Estado. Porém, segundo Meirelles, a prerrogativa de foro especial será mantida por meio de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC). Na PEC, o governo ainda irá propor que o Banco Central tenha autonomia técnica decisória.

A Secretaria da Previdência ficará sob o comando de Marcelo Caetano, que será responsável por formular uma nova política para área. “Não temos uma proposta pronta e não vamos fazer nada precipitado. Marcelo Caetano vai se dedicar à área da Previdência Social e às contas da Previdência. Com isso, nós vamos ter uma política coordenada. A ideia é termos uma proposta que tenha sido discutida com a sociedade, com as centrais sindicais e com o Congresso Nacional”, explicou o ministro.

Na Secretaria de Política Econômica, Carlos Hamilton irá coordenar a formulação das políticas macroeconômicas que vão fundamentar as ações do governo federal.

Já na Secretaria de Acompanhamento Econômico, o indicado foi Mansueto de Almeida Júnior, que terá a responsabilidade de acompanhar e analisar as despesas públicas. “O foco principal do Mansueto é uma análise detalhada das despesas públicas, diagnóstico que vai dar fundamento para tomar medidas que sejam não só eficazes, mas definitivas, que não sejam revertidas”, disse Meirelles. 

O ministro da Fazenda adiantou que a próxima rodada de anúncios irá tratar dos bancos públicos. Para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), está definido o nome da economista Maria Silvia Bastos Marques.

Ilan Goldfajn – presidente do Banco Central

Ilan Goldfajn é economista, com mestrado pela PUC-Rio e doutorado pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Atuou como consultor de organizações internacionais (como Banco Mundial, FMI e Nações Unidas), do governo brasileiro e do setor privado. É autor de livros, artigos e diversos papers acadêmicos sobre política econômica, além de escrever mensalmente para os jornais O Globo e O Estado de São Paulo. Exerceu o cargo de diretor de Política Econômica do Banco Central do Brasil entre 2000 e 2003. Atualmente é diretor do CDPP – Centro de Debates de Políticas Públicas. Foi também diretor do Instituto de Ensino e Pesquisa em Economia da Casa das Garças (IEPE-CdG), entre 2006 e 2009, sócio-fundador da Ciano Consultoria (2008 e 2009), sócio-fundador e gestor da Ciano Investimentos (2007-2008) e sócio da Gávea Investimentos (2003-2006), onde foi responsável pelas áreas de pesquisas macroeconômicas e análise de risco. Em 1999, ingressou no Departamento de Economia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), atuando até o final de 2008 como professor do Curso de Mestrado em Finanças Internacionais e em Macroeconomia. Entre 1996 e 1999, trabalhou no Fundo Monetário Internacional (FMI) e, no período de 1995-1996, foi professor assistente na Universidade de Brandeis, em Massachusetts. Foi membro do Conselho de Administração da Cyrela Commercial Properties de abril de 2007 a abril de 2013. Para assumir a presidência do Banco Central, deixa o posto de economista-chefe e sócio do Itaú Unibanco. 

Marcelo Caetano – secretário da Previdência

Marcelo Abi-Ramia Caetano é economista do Ipea desde 1997 e membro do conselho editorial do Journal of Social Policy, publicado pela Cambridge University Press. Concluiu sua graduação em economia pela UFRJ no início dos anos 1990 e os créditos do doutorado em economia pela PUC-RJ em meados dessa década. Finalizou o doutorado em economia pela UCB. Iniciou sua carreira profissional como professor de Introdução à Economia e de Macroeconomia na Universidade Federal Fluminense (UFF) e PUC-RJ na metade dos anos 1990. Entre 1998 e 2005, foi coordenador-geral de atuária, contabilidade e estudos técnicos do Ministério da Previdência Social. Em 2009, atuou como pesquisador visitante da London School of Economics (Reino Unido). Desde 1997, concentra seus trabalhos na área de Previdência Social, com diversos estudos publicados e várias entrevistas aos principais meios de comunicação sobre o tema. Conta com publicações nos EUA, Inglaterra, Suíça, Portugal, Chile e México. Prestou assessoria para simulações dos impactos fiscais das reformas da seguridade social no Brasil, Equador e Cabo Verde. A partir de 2012, passou a exercer o cargo de coordenador de Previdência do Ipea.

Mansueto de Almeida Júnior – secretário de Acompanhamento Econômico

Mansueto Facundo de Almeida Jr é formado em economia pela Universidade Federal do Ceará, mestre em economia pela Universidade de São Paulo (USP) e cursou doutorado em Políticas Públicas no MIT, Cambridge (EUA), mas não defendeu a tese. É técnico de Planejamento e Pesquisa do IPEA, tendo assumido os seguintes cargos em Brasília: coordenador-geral de Política Monetária e Financeira na Secretaria de Política Econômica no Ministério da Fazenda (1995-1997), assessor da Comissão de Desenvolvimento Regional e de Turismo do Senado Federal (2005-2006) e assessor Econômico do Senador Tasso Jereissati.

Carlos Hamilton – secretário de Política Econômica

Carlos Hamilton Vasconcelos Araújo é doutor e mestre em economia pela Fundação Getulio Vargas e engenheiro civil pela  Universidade Federal do Ceará. Iniciou sua carreira como analista no Banco do Estado do Ceará S.A. (1984-1990), foi analista na Secretaria do Tesouro Nacional – STN (1990-1992) e está no Banco Central desde 2000. Foi professor de macroeconomia em cursos de pós-graduação lato sensu e em cursos de graduação na FGV (2003-2004) e professor de macroeconomia em cursos de graduação no IBMEC (2001-2002). É diretor de Política Econômica do Banco Central desde março de 2010.

Maria Silvia – BNDES

Maria Silvia Bastos Marques é graduada em Administração Pública, com mestrado e doutorado em Ciências Econômicas, todos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Já foi presidente da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), secretária de Finanças da Prefeitura do Rio de Janeiro e diretora do próprio BNDES.

Fonte: Portal Brasil

 

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA