Manifestantes contra impeachment se reúnem no Anhagabaú

SÃO PAULO – Centenas de manifestantes contrários ao impeachment da presidente Dilma Rousseff se reúnem na manhã deste domingo no Vale do Anhagabaú, no centro de São Paulo.

Vestidos em sua maioria com camisas vermelhas, integrantes de movimento sociais, como a Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), a Central Única dos Trabalhadores (CUT), e da Central de Movimentos Populares (CMP), aguardam o início das apresentações musicais e dos discursos políticos.

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é o principal alvo dos manifestantes. Uma grande faixa com a frase “Fora Cunha” foi estendida no local. Há também bandeiras de partidos políticos como o PCdoB e o PCO.

Muitos manifestantes vieram de ônibus de cidades do interior do estado para participar do ato. A estudante de psicologia Marina Domingues, de 19 anos, saiu de Assis e enfrentou uma viagem de cinco horas em ônibus fretado pela Apeoesp, o sindicato dos professores da rede estadual de ensino.

– Vim para não deixar que os golpistas tomem o país. Não é pelo PT em si – afirmou a estudante, que participava da primeira manifestação de sua vida

– Hoje, a parada é decisiva – justificou Marina.

No Viaduto do Chá, que corta o Vale do Anhangabaú, um grupo de sem teto passou à noite acampado.

ver mais notícias