CM7

     
 
 
Manaus, 18 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Brasil / Maluf continua na lista da Interpol, diz promotor

Maluf continua na lista da Interpol, diz promotor

Da redação | 14/04/2016 18:30

SÃO PAULO. O deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) e o seu filho, Flávio, continuam na lista de procurados da Interpol, Organização Internacional de Polícia Criminal. A informação é do promotor Sílvio Marques, do Ministério Público de São Paulo.

Marques, responsável por investigações contra Maluf, disse que enviou um e-mail para a Promotoria de Nova York, autora da ação que fez Maluf entrar na lista da Interpol, e recebeu na manhã desta quinta-feira a resposta de que não ocorreu a retirada.

— A Interpol retirou o nome dele apenas da parte visível do site — afirmou o promotor.

Como ainda está na lista, Maluf e seu filho podem ser presos se viajarem para um dos 188 países que têm convênio com a Interpol. Marques afirmou ainda que a Promotoria de Nova York não soube explicar os motivos da retirada do nome de Maluf da parte visível.

— Não sei o motivo de os nomes deles terem se retirados da parte pública — completou o promotor brasileiro.

Em 2014, Maluf propôs, por meio de advogados, um acordo à Promotoria de Nova York para ser perdoado de uma condenação de 2007 pelos crimes de conspiração, auxílio na remessa de dinheiro ilegal para Nova York e desvio de dinheiro público em São Paulo.

— O processo está ativo e a ordem de prisão está ativa. Os promotores de Nova York informaram que não houve acordo com o Maluf — afirmou Marques.

O deputado e ex-prefeito de São Paulo havia entrado na lista da Interpol em 2010. Maluf é acusado de embolsar, na época em que era prefeito de São Paulo, parte dos recursos da obras de construção de uma avenida da cidade e mandá-los para a cidade americana. O dinheiro, em seguida, foi transferido para a Suíça, Inglaterra e Ilha de Jersey, um paraíso fiscal.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA