Lula deixa SP para se encontrar com Dilma em Brasília

SÃO PAULO – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou, por volta das 14h desta terça-feira, a sede do Instituto Lula em São Paulo em direção a Brasília. Ele deve se encontrar com a presidente Dilma Rousseff. Antes do vazamento da delação de Delcídio do Amaral, em que compromete Aloizio Mercadante, era esperado que Lula batesse o martelo com Dilma sobre sua entrada no governo. A delação do senador pode adiar os planos de Lula de aceitar o ministério. O ex-presidente vai, segundo assessores, avaliar os impactos para o governo.

De manhã, Lula esteve reunido no instituto com seu advogado, Roberto Teixeira, e com assessores.

A nomeação de Lula ministro é vista pela cúpula do PT como único caminho para barrar o processo de impeachment.

De acordo com um aliado, o sim de Lula depende, porém, de uma nova conversa com Dilma, que pode acontecer hoje à noite em Brasília, para definir os detalhes da função que o ex-presidente exerceria na Esplanada dos Ministérios. O mais provável é que ele fique com a Secretaria de Governo para cuidar na articulação política e evitar a debandada de partidos aliados, principalmente o PMDB, que no sábado decidiu definir a sua saída do governo em 30 dias.

— Precisa ver as condições. Ele não pode ir no escuro para mais uma coisa que não funciona — diz um auxiliar de Lula.

ver mais notícias