CM7

     
 
 
Manaus, 17 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Brasil / Lava-Jato faz busca na casa de Lula e diz que o petista é ‘beneficiário de delitos’

Lava-Jato faz busca na casa de Lula e diz que o petista é ‘beneficiário de delitos’

Da redação | 04/03/2016 09:23

CURITIBA e SÃO PAULO – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é um dos principais do esquema de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo dinheiro desviado da Petrobras. Na manhã desta segunda-feira, a Polícia Federal realiza mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao ex-presidente na 24ª fase da Operação Lava-Jato. Lula é alvo ainda de um mandado de condução coercitiva e será obrigado a prestar esclarecimentos a Lava-Jato. O petista está neste momento no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, e pode embarcar para Curitiba.

“O ex-presidente Lula, além de líder partidário, era o responsável final pela decisão de quem seriam os diretores da Petrobras e foi um dos principais beneficiários dos delitos”, afirmam os investigadores da Lava-Jato.

A PF encontrou evidências de que o ex-presidente recebeu, em 2014, pelo menos R$ 1 milhão sem justificativa lícita da OAS por meio de reformas e móveis colocados no tríplex do Guarujá e no sítio de Atibaia. Além disso, a empreiteira teria pago a armazenagem de bens que o ex-presidente trouxe do Planalto após sair da presidência em 2010. Também são investigados repasses da Odebrecht e do pecuarista José Carlos Bumlai que teriam feito pagamentos dissimulados ao ex-presidente.

Além do mandado de condição coercitiva contra Lula, serão ouvidos coercitivamente o braço-direito de Lula e atual presidente do Instituto Lula, Paulo Okamoto. Os mandatos também são contra os filhos do ex-presidente, Fábio Luiz e Luiz Cláudio, a mulher Marisa Letícia e os empresários Fernando Bittar e Jonas Suassuna.

A operação foi denominada “Aletheia”, em referência à expressão grega que significa “busca da verdade”, segundo informe divulgado pela PF. São investigados cimes de corrupção e lavagem de dinheiro, entre outros, praticados, segundo a PF, “por diversas pessoas no contexto de esquema criminoso e relacionado à Petrobras S/A”.

Ao todo, foram expedidos 44 mandados judiciais, sendo 33 de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva – quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento, caso do ex-presidente Lula.

Cerca de 200 policiais federais e 300 auditores cumprem cinco mandados de busca e apreensão em São Bernardo do Campo, cidade onde está o apartamento do ex-presidente; dois em Atibaia, onde Lula frequenta um sítio; um no Guarujá, onde seria beneficiário de um apartamento; e mandados nas cidades paulistas de Diadema, Santo André e Manduri.

A PF também cumpre um mandado de condução coercitiva em Salvador e mandados de busca na capital baiana e Rio de Janeiro. As cidades alvo da ação são: Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo, São Bernardo do Campo, Atibaia, Guarujá, Diadema, Santo André, Manduri.

De acordo com a PF, entre os crimes investigados nesta etapa estão corrupção e lavagem de dinheiro, entre outros praticados por diversas pessoas no contexto de esquema criminoso revelado e relacionado à Petrobrás.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA