Líder do DEM diz que Sérgio Machado é ‘ser desprezível’

BRASÍLIA – O líder do DEM na Câmara, deputado Pauderney Avelino (AM), disse que a citação de seu nome por Sérgio Machado é fruto de “total despero” e que vai interpelar judicialmente o ex-presidente da Transpetro, que nas gravações o chamou de “corrupto”. Ele disse que sempre defendeu as investigações da Lava-Jato e que continuará a fazê-lo.

– O Sérgio Machado é um ser desprezível. Não sou da turma dele e essas declarações são fruto de um total desespero. Vou interpelá-lo judicialmente – disse Pauderney.

Áudios de conversas entre Machado e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o ex-presidente José Sarney (PMDB-AP) e o senador e ex-ministro do Planejamento Romero Jucá (PMDB-RR) indicam articulações para barrar as investigações da Operação Lava-Jato. A delação premiada de Machado já foi homologada pelo ministro do Supremo Teori Zawascki. Numa série de depoimentos prestados à Procuradoria-Geral da República, o ex-presidente da Transpetro falou sobre a arrecadação de dinheiro de origem ilegal para políticos aliados.

ver mais notícias