Líder do DEM diz que condução coercitiva de Lula demonstra que lei vale para todos

Brasília — O líder do DEM na Câmara, Pauderney Avelino (AM) disse que a condução coercitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na nova fase da Operação Lava-Jato, na manhã desta sexta-feira, é uma demonstração de que a lei vale para todos e que os que forem culpados têm que pagar.

— A lei vale para todos! Lula não está acima dela! Ontem, Delcídio; hoje, Aletheia. A verdade sobre o PT e suas práticas nada republicanas estão vindo à tona. A corrupção e o desgoverno, marcas da gestão do PT, levaram o país ao desemprego, à inflação e à recessão. Os culpados têm de pagar. Os fatos apontam para dois nomes: Lula e Dilma — disse Avelino.

Ontem, com base nas informações sobre delação premiada do senador Delcídio Amaral publicadas pela Revista Isto É, Pauderney Avelino cobrou, no plenário da Câmara, que a presidente Dilma Rousseff renuncie ao mandato. A revista Isto É publicou ontem reportagem com detalhes sobre a suposta atuação da presidente Dilma Rousseff e Lula para interferir na condução das investigações da Lava-Jato.

ver mais notícias