Homem fica 24 horas na cadeia preso por engano, por parecer com criminoso em retrato falado

Um estudante ficou preso injustamente por 24 horas. O mal-entendido só foi desfeito quando outro homem foi preso e confessou o crime

Jonas Ramos da Luz, de 21 anos, foi preso no domingo (19) por engano, em Porto Alegre (RS), por causa da semelhança com o retrato falado de um criminoso suspeito de ter matado um universitário, durante um assalto no início do mês.

Jonas ficou preso injustamente por 24 horas. As características do suspeito foram descritas por uma testemunha do crime. A semelhança da imagem com Jonas assustou até ele mesmo. Antes de ser preso, ele chegou a receber de diversos amigos o retrato falado pelo WhatsApp .”‘Te cuida na rua para não ser linchado’. Porque as pessoas gostam de fazer Justiça com as mãos às vezes”, contou à reportagem. “Mas nunca pensei em me cuidar para não ser preso.”

Ele conta que foi algemado vestindo cuecas. “Os vizinhos olhando, filmando tudo”, disse.

Para piorar a situação do estudante, além da semelhança física, ele e a vítima do assalto, o estudante Gabryel Delgado, foram colegas no Exército há dois anos, o que reforçou a suspeita a polícia.

O delegado responsável pelo caso não se pronunciou sobre a prisão. O mal-entendido só foi desfeito no dia seguinte, quando outro homem foi preso e confessou o crime.

ver mais notícias