CM7

     
 
 
Manaus, 17 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Brasil / Grupo de amigos cria bolsa de apostas sobre Lula na internet

Grupo de amigos cria bolsa de apostas sobre Lula na internet

Da redação | 09/03/2016 21:00

BRASÍLIA — Enquanto críticos e admiradores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estapeiam-se virtualmente, um grupo de amigos resolveu embolsar uma graninha com o embate político na internet. Eles abriram uma bolsa de apostas com a principal dúvida do momento: se o ilustre alvo da Operação Lava-Jato será preso ou não. Para recolher os palpites, colocaram no ar o site “Bolão do Lula”, que funcionava até o início da noite desta quarta-feira.

No estilo das famosas casas de aposta de Londres, que fazem de qualquer assunto motivo de jogo, a página pede que o internauta escolha entre a opção “não” e “sim”. O “não” vencerá se Lula for completamente inocentado e deixar de ser alvo de operações até a virada do ano que vem para 2018.

Já quem acha que o ex-presidente será preso tem um caminho mais difícil para por a mão no dinheiro dessa jogatina político-partidária. Além de votar no “sim”, só ganha quem acertar a data exata da prisão. Até o início da noite desta quarta-feira, os apostadores previam que o encarceramento do ex-presidente será 14 deste mês, ou seja, na segunda-feira seguinte às manifestações de rua previstas para todo o país.

Em tom de brincadeira, os criadores do site avisam:

“Gostaríamos de esclarecer que esse site foi desenvolvidos por uns amigos nossos e que ele já existia no governo FHC”.

As apostas custam R$ 13, um número considerado “cabalístico” pelos idealizadores da página. Até às 19h40, apenas 16 apostas tinham sido feitas, mas 206 aguardavam o processamento do pagamento. O prêmio será de 60% do valor arrecadado, que é atualizado no próprio site.

“Boa sorte, companheiro”, diz o texto da página.

Segundo os criadores, o bolão foi desenvolvido não apenas para ser uma diversão entre amigos, mas um estudo de caso de forma de pagamento online.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA