CM7

     
 
 
Manaus, 17 de outubro
Mercado financeiro
Dólar
Euro
 
 
Home / Últimas Notícias / Brasil / Governo Dilma ‘jamais’ apoiou a Lava-Jato, diz ministro da Justiça

Governo Dilma ‘jamais’ apoiou a Lava-Jato, diz ministro da Justiça

Da redação | 23/06/2016 13:00

BRASÍLIA – O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, disse que o governo afastado da presidente Dilma Rousseff “jamais” apoiou a Lava-Jato e tinha “vergonha” de dar suporte ao combate à corrupção. Nesta quinta-feira, Moraes esteve no Planalto para uma reunião sobre Olimpíadas e para uma cerimônia que sanciona lei que disciplina o processo e julgamento do mandado de injunção individual e coletivo.

— O governo anterior jamais apoiou institucionalmente a Lava-Jato, o combate à corrupção — atacou o chefe da Justiça, e complementou contrapondo as gestões de Dilma e Temer:

— O governo do presidente Michel Temer apoia totalmente o combate à corrupção, apoia totalmente a Lava-Jato, e não tem vergonha, como tinha o governo anterior, de dizer isso — disse.

Nesta quinta-feira, a Polícia Federal prendeu Paulo Bernardo, ex-ministro de Dilma e Lula, na Operação Custo Brasil – um desdobramento da 18ª fase da Lava-Jato. Bernardo é casado com a senadora Gleisi Hoffmann. A residência do casal em Curitiba foi alvo de busca e apreensão. Policiais federais também cumprem um mandado de busca na sede do PT, em São Paulo.

Nas três primeiras semanas do governo Temer, dois ministros caíram por sugerir obstruir a operação. Romero Jucá, do Planejamento, e Fabiano Silveira, da Transparência, apareceram atacando a Lava-Jato em gravações de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie em Nossas Pesquisas

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA