Gleisi falta a comissão do impeachment, mas avisa que volta na segunda

BRASÍLIA – Um dia depois da prisão do marido e ex-ministro Paulo Bernardo, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) não compareceu, como previsto, à sessão da comissão especial do impeachment desta sexta-feira. Gleisi recebeu na noite de quinta-feira a visita de vários senadores e ainda conversou com outros por telefone. Segundo senadores, Gleisi não para de falar no momento da entrada dos policiais em seu apartamento e no fato de os dois filhos estarem na residência naquele momento.

A senadora, que como O GLOBO mostrou nesta sexta-feira com exclusividade, queria vir ao Senado ainda hoje, mas foi aconselhada pelos colegas esperar até a próxima segunda-feira. A petista ainda está abalada com o ocorrido ontem. O marido foi preso no apartamento funcional da senadora.

Gleisi contou detalhes do que aconteceu aos colegas. Ela se encontrou com os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Fátima Bezerra (PT-RN) e o líder do PT no Senado, Paulo Rocha (PA).

ver mais notícias