Financiamento coletivo de viagens de Dilma bate recorde de arrecadação no Catarse

RIO — A “vaquinha” promovida no site de crowdfunding Catarse para financiar viagens da presidente afastada Dilma Rousseff bateu o recorde de arrecadação em 24 horas da plataforma. Em um dia, o projeto “Jornada pela Democracia” já soma mais de R$ 300 mil, 63% da meta de R$ 500 mil estipulada. Até então a maior arrecadação em um único dia tinha ocorrido com o livro de história da arte Kabbalah Hermética, que levantou R$ 83.369,33.

Segundo Luiza Bodenmüller, do Catarse, a projeção é de que a iniciativa bata também outros recordes. Ela pode atingir, inclusive, a maior captação da história do site, posto atualmente ocupado pelo projeto Mola Structural Kit, um modelo interativo que simula o comportamento de estruturas arquitetônicas que conseguiu R$ 603.064, em 2014 e se tornou o primeiro projeto a passar a barreira de R$ 500 mil no país.

A iniciativa é de Guiomar Lopes e Celeste Martins, amigas de Dilma. Segundo a descrição do projeto, o objetivo das viagens da petista é “mostrar que o impeachment é fraudulento requer conversar com parlamentares, representantes de instituições e de movimentos sociais. Requer, sobretudo, estar junto a cidadãs e cidadãos de todo o País, alertando e mobilizando sobre o papel fundamental de cada um na resistência ao golpe”.

A presidente afastada recorreu ao crowdfunding após o governo do presidente interino Michel Temer limitar o uso de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) aos trajetos de Brasília a Porto Alegre, onde ela tem família. As últimas agendas que teve fora de Brasília foram feitas com jatinhos fretados pelo PT.

ver mais notícias