FH considera erro nomeação de Lula e cobra reação ‘enérgica’ da sociedade

SÃO PAULO — O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso comentou nesta terça-feira a nomeação do ex-presidente Lula para a Casa Civil do governo da presidente Dilma Rousseff. O tucano estava no meio de uma palestra quando afirmou ser um erro a decisão política. Ele também classificou o fato como “escandaloso” e disse que a população precisa reagir contra a nomeação do petista.

– Falando politicamente, acho que a sociedade precisa reagir energicamente contra, porque acho escandaloso uma pessoa ser ministro num momento em que pode virar réu num processo. Fica muito esquisito. Aumenta a crise moral – defendeu FH.

Numa palestra contratada por uma empresa de seguros em São Paulo, o ex – presidente começou a comentar o assunto com um tom mais ameno.

-A Casa Civil é o comando da máquina administrativa do governo não da política. Nomeando um político para ela, estão fazendo confusão. Do ponto de vista de organização é um erro – disse FH.

Para o tucano, o ministro da Casa Civil tem que se dedicar a cobrar a máquina do governo para funcionar. Na opinião dele, Lula está longe de ter esse perfil. – Você acha que o Lula vai cobrar? Ele vai fazer política.

Mais adiante, ele questionou a proposta de Lula de baixar juros e aumentar o crédito no país neste momento de crise como solução para a economia brasileira.

-Infelizmente como ele não tem convicções firmes em matéria nenhuma e tampouco em economia, ele agora está numa fase de baixar juros e aumentar crédito. É uma volta para trás. Se o poder político dele aumentar e ele seguir nessa direção vai atrasar mais (a recuperação da economia) – disse o ex-presidente.

No final de sua fala, o tucano adotou tom mais duro contra o sucessor. Ele disse que não dá para o país ser governado por analfabetos e que as ideias de Lula na economia são parecidas às que levaram a Venezuela para a crise atual.

-Você não pode dirigir esse país sendo analfabeto. Não dá. (…) O Lula é maleável. Se a sociedade gritar ele recua na economia. Mas como ele está em situação de muito aperto ele pode ir por esse caminho. São erros do tipo feito na Venezuela – afirmou, encerrando a palestra.

A oposição no Congresso já se mobilizou para tentar impedir a nomeação. A avaliação é que Lula tenta se “blindar”, com foro privilegiado.

ver mais notícias