Dilma irá a acampamento de movimentos contra o impeachment no sábado

BRASÍLIA – A presidente Dilma Rousseff planeja ir ao acampamento dos movimentos contra o impeachment, em Brasília, neste sábado, para reforçar a mobilização da militância, às vésperas da votação do processo de impedimento na Câmara, prevista para o domingo.

Na manhã desta quinta-feira, uma equipe do Palácio do Planalto discute, com a organização do acampamento, os detalhes da ida da presidente Dilma Rousseff ao local, que deve ocorrer na parte da manhã de sábado.

Os acampados – do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST), da Central Única dos Trabalhadores (CUT), da União Nacional dos Estudantes (UNE), do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), entre outros grupos – já somam cerca de 3 mil pessoas, segundo Antônio Pereira, da coordenação nacional do MST. Ele diz esperar 50 mil pessoas no sábado, acampadas, para receber Dilma.

– A vinda da presidenta Dilma é importante até para fortalecer mais esse diálogo com os movimentos do campo. Ela trará para nós um sinal importante de luta – afirma Antônio.

ver mais notícias