Dilma e Lula se reúnem no Alvorada, e ex-presidente pode assumir Casa Civil

BRASÍLIA – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está reunido com a presidente Dilma Rousseff, desde as 8h30 desta quarta-feira, no Palácio da Alvorada. Eles discutem a nomeação de Lula para a Casa Civil. A decisão deve sair no início da tarde, segundo fontes ouvidas pelo GLOBO.

Até o jantar desta terça-feira, o cargo definido pelo Palácio do Planalto era a Secretaria de Governo, hoje ocupada por Ricardo Berzoini. No entanto, o quadro agora é outro. O ex-presidente pode assumir o lugar de Jaques Wagner na Casa Civil.

Interlocutores do ex-presidente que estiveram com ele em Brasília afirmam que seu ingresso no governo Dilma “está de pé e não há recuo”. Nas conversas que teve com a presidente ontem, o Ministério da Casa Civil apareceu como o mais provável para Lula ocupar. No encontro foram acertados os ponteiros para o ingresso do petista no Executivo.

A ida do ex-presidente para a vaga ocupada hoje por Jaques Wagner também poderia ensejar outras mudanças na Esplanada. Wagner ocuparia outra pasta, ainda não definida. E Edinho Silva (Comunicação Social) também poderia trocar de ministério, segundo fontes que têm participado das negociações.

Lula já começou a se movimentar como se estivesse dentro do governo, buscando especialmente o apoio do PMDB. Ele busca assumir um ministério no governo Dilma para tentar barrar o impeachment de Dilma no Congresso e conseguir foro privilegiado. Com isso, ele seria julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e não pelo juiz de primeira instância Sérgio Moro.

Além dos dois acompanham a reunião os ministros Jaques Wagner (Casa Civil), Nelson Barbosa (Fazenda) e Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo).

ver mais notícias