Dilma diz que reforma ministerial só virá após votação do impeachment

BRASÍLIA – A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira que a reforma ministerial só será anunciada depois de votado seu impeachment. Dilma visitou a Base Aérea de Brasília para conhecer a aeronave KC-390 da Embraer.

— O Palácio do Planalto não está pretendendo transformar qualquer reestruturação ministerial antes de qualquer processo de votação na Câmara. Nós não iremos mexer em nada — disse Dilma, que completou negando que o Ministério da Educação entre no novo desenho dos ministérios:

— O MEC não está em questão.

Perguntada sobre a proposta do senador Valdir Raupp (PMDB-RO) de fazer eleições gerais em outubro, a presidente ironizou, dizendo que os parlamentares têm de abrir mão de seus cargos antes. Dilma afirmou também que a proposta do peemedebista não passa de uma “proposta”.

— Essa proposta, como várias outras, são propostas. Eu acho que é uma proposta. Convença a Câmara e o Senado a abrir mão de seus mandatos. Aí vem conversar comigo.

ver mais notícias