Desembargador revoga decisão que deu prisão domiciliar a Cavendish e Cachoeira

RIO – O desembargador Paulo Espírito Santo, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), revogou nesta quarta-feira decisão do também desembargador Ivan Athié, que havia convertido a prisão preventiva do ex-dono da Delta Fernando Cavendish e do bicheiro Carlinhos Cachoeira em domiciliar. Athié se declarou impedido e o caso caiu nas mãos de Espírito Santo. Com a decisão do magistrado, volta a valer a decisão do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal e os réus ficarão presos em Bangu 8.

ver mais notícias