Denúncias feitas por Mirian Dutra são invenção, diz Fernando Henrique

SÃO PAULO – Após participar de um evento do PSDB em São Paulo, na noite desta segunda-feira, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse que são “invenção” e “coisas menores” as acusações de que ele teria usado a Brasif S.A. Exportação e Importação para enviar dinheiro ao exterior para a jornalista Mirian Dutra, com quem ele manteve um relacionamento extraconjugal.

– Não tem denúncia nenhuma. Isso não existe, é invenção. Essas coisas são menores, não tenho nada a temer, a esconder – disse FH.

O ex-presidente declarou ainda que não mantém contato com a ex-amante há algum tempo. – Não falo com ela há anos. Mas isso é privado, não tem fato. Quando houver um fato, tudo bem. Mas qual coisa eu fiz de errado? A empresa já disse que não e vocês estão insistindo numa coisa que não existe – afirmou o ex-presidente.

Mirian Dutra afirmou que a Brasif S.A. Exportação e Importação ajudou o ex-presidente a enviar recursos ao exterior. O montante era destinado a Mirian e a seu filho, Tomás Dutra, disse a jornalista. Em entrevista à “Folha de S. Paulo”, ela afirmou que a transferência ocorreu por meio da assinatura de um contrato fictício de trabalho, com validade entre dezembro de 2002 e dezembro de 2006.

DESASTRE POLÍTICO

Logo depois, Fernando Henrique, que participou do último ato da pré-campanha do vereador Andrea Matarazzo a prefeito de São Paulo pelo PSDB, preferiu falar do momento político em que vive o país.

– Eu tenho pena do que está acontecendo no Brasil, mas não posso antecipar o que vai ser apurado pela polícia. Politicamente, é um desastre. Mas eu sou prudente, nunca vou avançar o sinal em relação às pessoas que estão sendo investigadas – declarou.

Questionado se volta a tese do impeachment, respondeu:: “é possível. Tem que ver o grau com que isso vai atingir a presidente Dilma”

ver mais notícias