Cunha muda projeto que abria brecha para mudar Conselho de Ética

BRASÍLIA – O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), admitiu nesta quarta-feira alterar o projeto de resolução aprovado pela Mesa Diretora da Casa e que abria brecha para alterar a composição do Conselho de Ética. Cunha afirmou que será retirada da proposta a menção à interrupção de mandatos de deputados eleitos para cargos, como acontece no conselho. O presidente insistiu, no entanto, que o projeto não afetaria o órgão.

— Pedi para retirar toda parte que fala de interrupção de mandatos, fica bem claro. A resolução nunca mexeu com o Conselho de Ética e com nada pretérito. Nunca se mexeu com conselho, foi por má fé que se divulgou isso. Vamos tirar qualquer menção a qualquer natureza de eleição por causa disso, mas não haveria a menor necessidade, a resolução era clara e nítida que não tinha interferência — disse Cunha.

Cunha reagiu à acusação do presidente do Conselho de Ética de que estaria tentando dar um golpe com essa resolução, acusando-o de querer criar fatos políticos:

— O presidente do Conselho de Ética todo dia quer abrir a geladeira para acender a luz!

Cunha disse ainda que poderá arcar com as despesas para trazer os advogados suíços que apresentou como testemunhas de defesa no processo contra ele:

— Minha defesa não terá problema de arcar para evitar qualquer tipo de desculpa, óbvio que eu pagaria.

ver mais notícias